domingo, 6 de fevereiro de 2011

O nada do pensamento


O silêncio é um pano extenso
ajeitado na gaveta
da nossa impaciência

desdobrado
fino e transparente
foge-lhe o monstro
que imaginamos
por dentro

de repente
até mesmo o nada
do pensamento
outra coisa não é
senão poema

Cissa de Oliveira

4 comentários:

  1. Cissa, quanta poesia nessas gavetas!
    A gaveta do poeta...quantas surpresas
    beijo

    ResponderExcluir
  2. Lindo poema!!!!!!!!!!!
    fino e transparente
    bjs

    Mora Alves

    ResponderExcluir
  3. Cissa, andei lendo de novo "A Pontinha..." e ele continua delicioso.
    Grande abraço do Amorim

    ResponderExcluir